Limpeza do ouvido

Saiba mais sobre a história da clínica e o que podemos fazer por você

Você sabia que não se limpa o conduto auditivo (o canal que liga o pavilhão auricular até o tímpano)? É isso mesmo. O procedimento mais adequado ocorre na parte externa do órgão. Cotonete ou qualquer outro objeto inserido no canal do ouvido não são recomendados. Então, o que devo fazer?

Uma forma bastante simples é usar uma toalha ou um pedaço de papel higiênico apenas onde o dedo alcançar. Outra dica é deixar que o organismo cuide de excretar o excesso de cerúmen sem intervenção.

Existe também a chamada lavagem do ouvido. O procedimento permite remover o excesso de cera, mas que também pode ser usado para retirar qualquer tipo de sujeira que tenha se acumulado no canal auditivo ao longo do tempo. No entanto, deve ser ministrado apenas por um profissional.

Quando devo acionar um otorrino?

Como a cera age como proteção para o ouvido, não recomendamos que seja retirada de forma rotineira. A cera deve ser removida apenas quando estiver bloqueando o canal auditivo, que se manifesta com dificuldade de audição, sensação de entupimento e, em pessoas mais susceptíveis, até tontura.

Quando a pessoa apresentar algum destes sintomas, é recomendado que procure um otorrinolaringologista. Tentativas de lavagem de ouvido em casa ou por pessoas sem o treinamento específico podem levar a infecções e até perfuração do tímpano.

Acúmulo de detritos

O mecanismo de eliminação natural do excesso de cera pode estar diminuído nas pessoas que apresentem canal auditivo mais estreito. Esse estreitamento pode ser desde o nascimento, por uma característica da própria pessoa, ou adquirido durante a vida, devido a cirurgias ou traumas.

Existem também pessoas que produzem cera em maior quantidade, sem uma causa que possa ser identificada.

O hábito de usar objetos para limpar ou coçar o ouvido, como cotonetes e grampos, pode empurrar a cera para dentro do canal e bloquear a audição. Além disso, esse costume pode retirar demais cera a ponto de deixar o ouvido seco e suscetível a infecções e entrada de sujidades. O mesmo ocorre com fones de ouvido e tampões se usados com frequência.

Gostou do nosso material? Leia mais assuntos relacionados no blog!