Como prevenir rouquidão e outros problemas

Saiba mais sobre a história da clínica e o que podemos fazer por você

Nossa voz é um instrumento poderoso. Por isso, é bom sempre cuidar dela. Em alusão à Semana Mundial da Voz, comemorada no mês de abril, separamos algumas dicas importantes para poupá-la de esforços desnecessários, além de evitar problemas, como a rouquidão.

Às vezes, nem sempre cuidamos bem da nossa voz. Irritações sem importância aparecem ao longo dos dias por conta de alguns hábitos como consumo de álcool e cafeína em exagero, tabagismo, etc.

Como consequência a essas práticas, vem a rouquidão. Ela representa um mau funcionamento da atividade normal das pregas vocais, localizadas na laringe (garganta).  Felizmente, a rouquidão pode ser atribuída a ligeiras afecções do trato respiratório ou a irritação provocada por um uso indevido ou excessivo da voz, que tendem a desaparecer em alguns dias.

Prevenção

Para evitar os problemas na voz, existem alguns bons ensinamentos. Primeiro, evitar falar alto e durante muito tempo. Outra boa dica é beber muita água durante o dia para deixar a garganta hidratada.

Cochichar não é uma alternativa válida. Isso porque essa prética mascara uma maior força das cordas vocais do que a fala normal. Ah, também tenha cuidado com álcool e a cafeína. Elas desidratam o organismo, tornando a garganta mais seca.

Você sabia que o ar condicionado também pode prejudicar sua voz? Ele compromete a respiração e resseca o aparelho fonador. É preciso fazer um esforço muito maior com as cordas vocais para produzir o mesmo som que seria emitido sem tanta dificuldade em um ambiente livre de ar condicionado. Portanto, alguns minutos fora da sala são essenciais para melhorar a saúde da voz.

Sinal de alerta da rouquidão

No caso da rouquidão, é importante ficar alerta. No caso de se prolongar por semanas, ou caso seja acompanhada por tosse com sangue, dificuldade para respirar ou engolir, um otorrino deve ser procurado imediatamente. O problema pode aparecer como um sintoma inicial de doenças mais graves, como câncer de laringe. Sendo assim, é imprescindível buscar um diagnóstico junto a um otorrino.

Se você tem mais alguma dúvida sobre este tema, não deixe de entrar em contato conosco e nossa equipe médica AQUI.